Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região

Ao se apresentar, nesta quarta-feira (29/08) no I Seminário Comunicação & Justiça, promovido pela Justiça Federal do Ceará, o juiz federal Leonardo Resende destacou a gradual mudança do paradigma do isolamento construído nos séculos anteriores -  no qual o juiz possuía um perfil distanciado de todos - para o que é buscado hoje: mais abertura e disposição para dialogar com a sociedade a partir de uma postura mais comunicativa.
 
O juiz proferiu palestra para cerca de 25 profissionais de comunicação que atuam no Ceará. 

A programação, que se estendeu até quinta-feira (30/8), trouxe também o juiz federal Danilo Fontenelle que, ao tratar das hipóteses e tipos de prisão, desperto grande interesse do público presente. O mesmo se diga da exposição do juiz federal Nagibe de Melo Jorge, que desdobrou  a discussão para a necessidade de um olhar mais atento da sociedade e da imprensa para as fundamentações das decisões proferidas e não apenas para as conclusões dos julgamentos, análise imprescindível para o controle social das atividades jurisdicionais.

 
"O evento foi de uma importância muito grande, foi muito esclarecedor sobre as questões de justiça. Veio para contribuir com as pessoas da área de comunicação, para melhorar a fluidez do nosso trabalho no dia a dia", avaliou Alice Bleasby, jornalista da TV Diário.
 
“Esse evento é um pontapé inicial que queremos dar para aproximar a Justiça Federal ao público em geral, atender melhor à imprensa e à sociedade. O nosso interesse é nos fazer conhecer, nos fazer compreender e, assim, nos aproximarmos cada vez mais da sociedade”, explicou o juiz federal Maximiliano Cavalcanti, coordenador de Comunicação Social da JFCE .
 
GUIA PRÁTICO DO JUDICIÁRIO FEDERAL – O juiz federal Eduardo Vilar, diretor do Foro, apresentou ao final dos dois dias de evento, o Guia Prático do Judiciário Federal. Trata-se de uma publicação da Seção de Comunicação destinada aos profissionais de comunicação, contemplando os termos mais comuns, perguntas frequentes e vários verbetes em um extenso glossário.  “Esse guia foi criado com o intuito de colaborar com o trabalho do jornalista, apresentando desde os termos mais usados até o funcionamento da justiça. Dessa forma, buscamos traduzir numa linguagem mais acessível o universo do judiciário e facilitar o entendimento do sistema de justiça", afirmou.
Top